Você conhece os pontos cegos de seu equipamento?

15 de outubro de 2019 0 Por Bamaq Máquinas

Um dos grandes desafios para quem opera máquinas pesadas é manter a atenção constante nos seus pontos cegos. Alguns  tipos de máquinas, possuem grandes  áreas invisíveis. Em um canteiro de obras movimentado, um trabalhador pode facilmente andar perto o suficiente de sua máquina e pode ser atingido quando você se desloca.

Diagramas dos pontos cegos Imagine-se olhando para a sua máquina a uma altura de 3 metros. Imagine sua máquina no centro de um círculo com cerca de 60 m de diâmetro. Agora imagine que o círculo é dividido em um conjunto de fatias como uma torta. Alguns são claros e outros escuros; as regiões claras representam as áreas em torno da circunferência da sua máquina onde você pode ver o solo e quaisquer obstruções próximas.  As regiões escuras são áreas cegas – locais onde pessoas e outras obstruções não são visíveis devido ao tamanho e formato dos componentes e acessórios do seu equipamento, da posição da cabine de comando e a outros fatores. O que é significativo nessas “fatias de torta” é que, quanto mais você se afasta da máquina, maior sua área.

Considerando a natureza muitas vezes imprevisível, dos canteiros de obras, os operadores de equipamentos devem exercer um alto grau de consciência situacional, mantendo atenção em outras máquinas e nas pessoas que trabalham nas proximidades sempre vigiando qualquer invasão na área operacional imediata.

Parece óbvio, certo? Mas a maioria dos acidentes  “atingidos por” e “esmagados entre” permanecem no topo da lista das maiores causas de mortes relacionadas a acidentes de máquinas no Brasil.

Então, vamos examinar os pontos cegos por tipo de máquina, para lembrá-lo de tratá-los com respeito e estar sempre alerta para os perigos invisíveis que eles podem conter:

Minicarregadeiras

Estas pequenas maquinas são os canivetes suíços no canteiro de obras, lidando com uma variedade de tarefas de produção e limpeza. O operador fica dentro de uma estrutura de proteção contra capotagem, uma gaiola que o mantém seguro, com o motor posicionado atrás dele. Devido a esta configuração, o operador de minicarregadeira tem excelente visibilidade à sua frente, visibilidade limitada para os lados (por causa da estrutura ROPS, braços de levantamento e cilindros hidráulicos) e visibilidade parcial para atrás.

O que torna as minicarregadeiras especialmente perigosas é sua capacidade de girar rapidamente dentro de seu próprio raio de giro. Além disso, como são máquinas pequenas, é mais provável que os trabalhadores na obra caminhem até a máquina para falar com você. Se você não souber que alguém entrou no seu espaço de trabalho, você pode girar a máquina rapidamente, ferindo ou matando a pessoa.

As minicarregadeiras podem ser instáveis ​​quando em movimento, especialmente quando se deslocam sobre terrenos acidentados ou irregulares. O movimento brusco da máquina pode fazer com que as mãos do operador movam as alavancas de controle, amplificando o movimento da maquina e fazendo-a pular ou girar como um pião. Em momentos como esses, a máquina pode se afastar do operador e atingir pessoas ou máquinas próximas. Em uma situação dessas devemos remover as mãos dos controles e deixá-la parar. Em seguida, retome ao trajeto, sempre com menos velocidade.

Carregadeiras

A carregadeiras tem pontos cegos significativos, logo atrás da cabine do operador, porque o cofre do motor  traseiro bloqueia sua visão do que está atrás dela. Os espelhos da máquina fornecem algum nível de visibilidade lateral e na parte traseira da maquina. A cabine da carregadeira de rodas fica mais alta do chão e têm janelas voltadas para as quatro direções, portanto sua visão para frente e para os lados é restrita apenas pelas colunas da estrutura ROPS em aço.

As carregadeiras de rodas são frequentemente usadas para carregar caminhões, o que geralmente e feito no ciclo padrão em V quando se deslocam entre a pilha de material e a lateral do caminhão. Depois de escavar a pilha de material e carregar a caçamba, a carregadeira recua rapidamente, girando ao mesmo tempo na direção oposta do caminhão. Essa manobra posiciona a unidade dianteira e a caçamba em direção ao caminhão. A carregadeira então avança, levantando sua caçamba e despejando sua carga no caminhão. É durante essas manobras de ida e volta que você deve ter um cuidado especial  com os trabalhadores próximos que podem estar à espreita no ponto cego.

Escavadeiras hidráulicas

As escavadeiras hidráulicas têm suas cabines deslocadas para o lado esquerdo da máquina. Isso lhes dá pontos cegos significativos atrás e à direita da máquina. Os braços, a lança, e a caçamba também obscurecem uma faixa estreita de terreno em frente à máquina.

O maior risco aqui é um trabalhador entrar no raio de giro da escavadeira quando ela está trabalhando, porque o grande contrapeso da máquina está completamente fora de vista. Se você operar uma dessas máquinas versáteis, verifique frequentemente o espelho esquerdo para ver se alguém está passando atrás de você. Ao girar para escavar e despejar o material verifique visualmente a área em busca de trabalhadores próximos. Observe para onde eles estão indo. A consciência situacional é crítica ao trabalhar com estas máquinas poderosas.

Retroescavadeiras

Como as miniescavadeiras, a moderna retroescavadeira tende a possuir uma excelente visibilidade, especialmente porque o assento do operador pode ser girado para trabalhar frontalmente com a caçamba ou como retroescavadeira. Por esse motivo, os fabricantes fornecem cabines de alta visibilidade que permitem um excelente campo de visão de 360 ​​graus. Trabalhadores próximos não correm tanto risco ao trabalhar perto de uma retroescavadeira, porque essas máquinas tendem a se estabilizar e trabalhar em um local por longos períodos de tempo. Ao movimentar uma retroescavadeira de um local para outro, você deve tomar um cuidado extra com os trabalhadores, outros equipamentos, postes e outras possíveis obstruções.